UM OSCAR PARA SCOTT JOPLIN

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

scot joplin

Um dos filmes de maior sucesso nos anos setenta foi Golpe de MestreThe Sting – dirigido por George Roy e indicado em dez categorias para concorrer ao prêmio Oscar de 1973. A película arrebatou sete estatuetas de ouro, entre elas a de melhor filme, melhor diretor e melhor música, tornando-se um sucesso internacional. No elenco principal, os atores Paul Newman, Robert Redford e Robert Shaw.

A trilha sonora, produzida por Marvin Hamlisch, com arranjos baseados na música de Scott Joplin, tornou-se a identidade do filme. Quem assistiu Golpe de Mestre jamais esqueceu suas melodias temáticas. Elas são peças clássicas do ragtime, estilo criado por músicos da comunidade negra do sul dos Estados Unidos.

O nascimento do ragtime data de 1895, ano em que a peça You’ve been a Good Old Wagon, de Ben Harney, foi publicada, na cidade de Louisville. Em 1897, a nova música já era conhecida em grandes centros, como Nova Iorque e Chicago. Originalmente o ragtime era executado apenas em saloons e bordeis, mas acabou sendo popularizado e imortalizado pela inspiração e talento de Scott Joplin, considerado o maior compositor de ragtime de todos os tempos.

Scott, filho de Giles e Florence Joplin, nasceu em Linden, Texas (1867), e viveu a infância e a juventude em Texarkana, um vilarejo localizado na fronteira com o estado de Arkansas. Ele e os cinco irmãos pertenciam a uma família amante da musica. Seu pai, Giles Joplin, era um exímio violinista enquanto sua mãe Florence tocava banjo e cantava. Scott aprendeu a tocar vários instrumentos, mas seu talento musical se revelou quando ele conheceu o piano.

Julius Weiss, um professor alemão, impressionado com o talento do menino de onze anos, passou a ministrar-lhe aulas gratuitas de piano. Scott Joplin aprendeu teoria musical e conheceu as obras dos grandes compositores europeus e americanos, desde Johann Sebastian Bach, até Louis Moreau Gottschalk.

Em 1880 ele mudou-se para a cidade de Sedalia, no Missouri, aonde completou seus estudos musicais no George Smith College. Suas primeiras composições foram marchas e valsas, muito influenciadas pelos estilos de John Phillp Souza e Johann Strauss.

Em 1899 ele compôs Original Rags, sua primeira composição no estilo ragtime e iniciou uma carreira de sucesso. Joplin trabalhava como músico no Maple Leaf Club, época em que escreveu seu maior sucesso, o rag Maple Leaf. Esta obra vendeu milhares de partituras, garantindo uma razoável renda ao autor.

Em 1907, Joplin mudou-se para Nova Iorque, aonde viveu o resto de sua vida. O estilo trepidante da cidade estimulou a criatividade do compositor, levando-o a criar alguns de seus grandes sucessos, como Pine Apple Rag, Solace e Euphonic Sounds.

O músico também era um apaixonado pelo canto lírico, tendo escrito duas óperas impregnadas pelo ritmo do ragtime. A primeira, Guest of Honour (1903), teve seu lançamento interrompido devido a problemas financeiros. Anos mais tarde, os originais foram perdidos. Em 1910 Joplin terminou de compor Treemonisha, considerada a mais americana das óperas. Durante a vida do autor, apenas fragmentos da peça foram levados ao palco.

Scott Joplin contraiu sífilis e, em 1916, começou a sofrer os efeitos devastadores da fase terminal da doença. Demente, sofrendo ataques de paranóia e paralítico, ele foi internado no mês de janeiro de 1917 no Hospital Geral de Manhattan. Sua morte ocorreu no dia 1º de abril e não gerou manchetes na imprensa, por dois motivos: naquele dia os Estados Unidos entravam oficialmente na primeira guerra mundial e o estilo ragtime já vinha perdendo espaço para uma nova febre musical: o Jazz.

O compositor voltou a ser lembrado na década de setenta, época do renascimento do ragtime. A ópera Treemonisha foi encenada na Broadway e a indústria fonográfica relançou toda a obra de Scott Joplin. Sua música foi utilizada na trilha de Golpe de Mestre, tornando-se sucesso instantâneo. As vendas de discos de ragtime passaram a ser campeãs absolutas nas paradas de sucessos. Em 1976, Scott Joplin foi agraciado postumamente com um merecido Prêmio Pulitzer.

 

Disco recomendado: o consagrado violinista Itzhak Perlman e o pianista André Previn são os intérpretes do disco The Easy Winners and other Rag-Time music of Scott Joplin.(EMI CDC 471702). Apesar da execução do ragtime estar intimamente ligada ao piano, os arranjos feitos por Itzhak Perlman para o violino, são fascinantes. Sem estar preso à ortodoxia da partitura de um concerto clássico, o intérprete trabalha com total liberdade de improviso, explorando todo seu virtuosismo. A parceria entre Perlman e Previn respeitou fielmente o estilo do compositor. As principais músicas utilizadas na trilha sonora do filme Golpe de Mestre estão presentes neste disco, com destaque para The Easy Winner, The Entertainer e Pine Apple Rag.

 

Escute uma das músicas de Scott Joplin usada como trilha no filme Golpe de Mestre:

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone