IBGE confirma safra recorde para 2014 e vê alta maior em 2015

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

País colheu 192,8 milhões de toneladas de grãos no ano passado.
Este ano, safra deve ser maior nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul.

agronegocio

O Brasil colheu 192,8 milhões de toneladas de grãos em 2014, segundo estimativa divulgada nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume é recorde, ficando 2,4% acima do obtido em 2013 – mas é 0,9% menor que a estimativa feita em novembro para a safra do ano passado.

Dentre os 26 principais produtos, 15 apresentaram alta na estimativa de produção em relação ao ano anterior: algodão herbáceo em caroço (26%), amendoim em casca 2ª safra (35,9%), arroz em casca (3,3%), batata-inglesa 3ª safra (24,6%), cacau em amêndoa (7,3%), café em grão – canephora (22,2%), cebola (6,4%), feijão em grão 1ª safra (29,1%), feijão em grão 2ª safra (1,3%), mamona em baga (203,8%), mandioca (8,8%), milho em grão 2ª safra (3,9%), soja em grão (5,8%), sorgo em grão (3,9%) e trigo em grão (8%).

Onze produtos tiveram produção menor que a registrada em 2013: amendoim em casca 1ª safra (14,6%), aveia em grão (23,0%), batata-inglesa 1ª safra (0,8%), batata-inglesa 2ª safra (0,2%), café em grão – arábica (15,6%), cana-de-açúcar (6,7%), cevada em grão (19,7%), feijão em grão 3ª safra (9,7%), laranja (8,8%), milho em grão 1ª safra (10,4%) e triticale em grão (5,8%).

Safra 2014 (Foto: Reprodução/IBGE)
Safra 2014 (Foto: Reprodução/IBGE)

O IBGE também fez o terceiro prognóstico para a safra de 2015, e estimou a colheira de 202,9 milhões de toneladas. Este aumento deve-se às maiores produções previstas para Nordeste (+24,7%), Sudeste (+10,5%) e Sul (+7,5%).

Dentre os oito principais produtos, seis apresentam altas na produção: café arábica (1,1%), feijão 1ª safra (16,2%), amendoim (em casca) 1ª safra (18,4%), soja (11,4%), arroz (em casca) (3,2%) e o milho 1ª safra (3,0%), enquanto dois apresentam variação negativa na produção: algodão herbáceo (-7,4%) e café canephora (-1,1%).

Fonte: G1.com

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone