MENOS É MAIS: POR QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO DEMAIS E ESTÁ SENDO IGNORADO

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

fale menos diga mais

Em uma época de sobrecarga de informações, a brevidade é uma habilidade que precisa ser colocada em prática para ser bem sucedido.

Todos nós já ouvimos a frase “menos é mais”, mas muitos de nós ainda temos tendência de explicar em  excesso, enviar e-mails longos, e fazer reuniões com uma hora de duração que só tem 20 minutos de conteúdo real.

O problema é que muito mais do que dizemos nestes contextos é ignorado. Joseph McCormack , autor de “BRIEF: Making a Bigger Impact by Saying Less”, diz que chegar ao ponto principal de imediato é crucial para atrair a atenção dos clientes, clientes e investidores.

“Brevidade é uma habilidade essencial que pode impulsionar a carreira dos profissionais em uma época onde as pessoas estão sobrecarregadas de informação”

Sua pesquisa descobriu que um  profissional recebe em média 304 e-mails por semana, verifica seu Smartphone 36 vezes em uma hora e é interrompido a cada oito minutos (ou 50 a 60 vezes por dia), uma vez que, não é difícil imaginar por que nossas capacidades de concentração estão encolhendo ( a partir de 12 segundos em 2000 para oito em 2012).

As consequências de não ser breve podem ser graves. “Em uma entrevista de trabalho, se você recebe uma pergunta e fica divagando sobre o assunto sem chegar a um ponto, é sinal de que você não está preparado”, diz McCormack.

Mesmo na escrita, há consequências de não ser breve. A própria pesquisa de McCormack revelou que 43% das pessoas que recebem e-mails mais longos ou ignoraram ou deletam da caixa de entrada. “[Quando o ponto principal não é óbvio] você sente que não pode lidar com isso no momento e deixa de lado”, explica ele. Uma e-mail breve, por outro lado, com uma linha de assunto forte que explica o efeito do e-mail e chama a atenção do leitor é mais provável de ser lido e levado a sério.

Leia mais no site da revista Fast Company (em inglês)

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone