América Latina precisa de um Vale do Silício

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Em 2012, o Brasil ultrapassou a China ao se tornar a sétima maior indústria de TI no mundo. Ainda assim, com apenas 3% do mercado global, que tem muito espaço para crescer.

Projeto de revitalização do complexo Vila Flores. Crédito: Goma Oficina

Walker Massa tem uma visão para esse crescimento. O fundador e diretor do Nós Coworking acredita que Porto Alegre pode se tornar um centro da florescente indústria de tecnologia no Brasil. Sua inspiração vem de outra cidade, Recife, onde um cluster de tecnologia chamado Porto Digital  além de gerar 10%  do PIB de Pernambuco,  tem sido responsável pelo nascimento de empresas de sucesso desde 2000, a partir de uma localização central que deu nova vida ao porto desativado.

Massa acredita que um cluster de tecnologia semelhante poderia fazer o mesmo para o Rio Grande do Sul. E, como ele pesquisou outros espaços de coworking e  incubadoras de tecnologia antes de abrir o seu próprio, ele percebeu que, como Porto Digital em seu porto abandonado, os grandes “players” parecem se localizar sempre em espaços industriais reaproveitados – espaços como o  4º Distrito de Porto Alegre, uma área anteriormente industrial perto do centro. Na década de 1920 e 30 este distrito conduziu a economia da cidade, a partir de tecidos, de cerveja, mas nunca se recuperou completamente de uma enchente em 1941 que destruiu muitas das suas fábricas.

Alguns projetos de revitalização já criaram raízes dentro do distrito, como o Shopping Total, um shopping localizado em uma antiga cervejaria, que é onde fica o Nós Coworking. Além de servir como espaço de coworking , o NÓS também serve como um hub para o pequeno, mas crescente quadro de visionários de tecnologia, arquitetos e urbanistas com uma nova visão para a área. Apesar de sua reputação de imóveis vagos, uso de drogas e prostituição, o 4 º Distrito tem ossos sólidos em termos de localização, infraestrutura de trânsito e edifícios históricos.

Em 9 de junho, o NÓS realizou seu mais recente grupo de trabalho sobre o 4 º Distrito e convidou o Dr. Marc Weiss, professor de economia e administração de empresas na Unisinos Porto Alegre. Weiss é presidente e CEO da Global Urban Development , uma rede de líderes para assuntos urbanos.

Em 1998, ele foi autor de um plano de desenvolvimento economico estratégico para Washington, EUA, que apontou a área norte de Massachusetts Avenue, que ele inventou “NoMa”, como uma oportunidade potencial de desenvolvimento em uma área enferrujada, ancorada por empresas de mídia e acessível por uma nova estação de metro . Os resultados de hoje são totais estimadas valores imobiliários nos bilhões de dólares e 40 mil trabalhadores diários , que têm injetado atividade para o bairro.

Weiss apresentou a história do NoMa como uma parábola para o 4 º Distrito. Ele diz que “Porto Alegre pode se tornar um grande centro de desenvolvimento de software, de jogos, de vídeos e estúdios de música. SAP , Dell e HP têm grandes desenvolvedores de software aqui. “Pensar grande, Weiss afirma que o 4 º Distrito representa um maior potencial de mudança na economia local por meio da diversificação em serviços e longe da dependência histórica do Brasil sobre os recursos naturais.

Leia mais no blog Next City (em inglês)

Fonte: Greg Scruggs / Next City

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone