Da pauta à notícia

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

boss

Por que algumas notícias são publicadas, enquanto outras mofam nas gavetas ou vão para o arquivo morto dos editores?

Por que algumas pequenas entrevistas ganham destaques inesperados e outras, que consumiram um tempo precioso do entrevistado, passam quase que despercebidas nas páginas dos noticiários?

Por que a edição de uma matéria tantas vezes acaba colocando em primeiro plano informações que, na pauta, eram consideradas secundárias?

Com algumas variações, essas são perguntas normalmente formuladas por executivos quando constatam que a entrevista concedida a um jornalista não foi veiculada exatamente conforme suas expectativas. E isso é mais comum do que se imagina, mesmo quando a iniciativa de buscar contato com a imprensa parte da empresas; e por uma razão muito simples:

QUEM MANDA NO ESPAÇO EDITORIAL É O EDITOR

Como o espaço editorial não é comprado, cabe ao editor decidir:

O tratamento e o destaque que a matéria vai receber na edição – se vai ser manchete de página, ou destaque em um determinado bloco de assuntos, no caso de noticiário eletrônico;

  1. O tamanho que ela vai ter – se uma página, ou duas colunas;
  2. O enfoque do título que ela vai receber;
  3. Se vai entrar no rol das notícias da sua editoria que serão encaminhadas ao editor chefe para “brigar” por uma espaço de chamada na primeira página; ou de capa, no caso das revistas.

Por mais consciente que o executivo esteja das diferenças entre espaço editorial e publicitário, muitas vezes, ele tem dificuldade em entender e aceitar essa independência do editor. E se sente no direito de reclamar, porque a entrevista que consumiu duas horas da sua agenda foi reduzida a duas frases no meio de uma matéria, ou porque o enfoque privilegiou dados, que na sua opinião, não eram os mais importantes.

Lembre-se: QUEM EDITA O JORNAL É O EDITOR!

Fonte: De Cara com a Mídia, de Francisco Viana, Portas Abertas ( Walter Nori e Célia Valente ), Quem tem medo de ser notícia?, de Marilene Lopes e Manual de RP, de Stuart Turner. Compilação: Inácio Knapp.

 

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone