Da petroquímica à indústria criativa

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

É em busca de negócios e novos investimentos para o Estado, principalmente nas áreas de petroquímica, fármacos, infraestrutura, indústria criativa e energia, que uma missão de cerca de 30 gaúchos, liderada pelo governador Tarso Genro, chegará a Londres, no início de maio, depois de encontros em Madri.No dia 8, seminário mostrará o potencial da economia com participação de companhias da Grã-Bretanha, empresários, investidores e autoridades britânicas. O presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Marcus Coester, lembra que um desafio permanente é o estudo e a definição das áreas de interesse comum com a política industrial do Estado e o que muda significativamente de país para país. Ricardo Felizzola, vice-presidente da Fiergs, será o encarregado de mostrar a economia do Estado, enquanto o reitor da UFRGS, Carlos Netto, explicará o sistema educacional e os parques tecnológicos.As possibilidades de negócios

Petroquímica

Atração de investimentos no segmento de plásticos para o polo petroquímico. A intenção é encontrar indústrias que complementem a cadeia já em operação no Estado.

Indústria farmacêutica

Busca de novos projetos para o Estado, levando em conta, inclusive, a prioridade do governo federal à produção local do setor.

Infraestrutura

Oportunidades de projetos em aeroportos, portos e na Copa do Mundo (também serão realizados contatos sobre a segurança durante a Olimpíada de Londres que possam servir de aprendizado para o Brasil).

Indústria criativa

Procura de programas no setor e com destaque para aplicativos de tecnologia móveis, como smartphones e tablets.

Energia

Ênfase em projetos de energia eólica e offshore, áreas bem desenvolvidas pelas missões já realizadas.

Fonte: Maria Isabel Hammes / Zero Hora

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone