Escravos do smartphone

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

 

Sugestão de leitura: o texto “Slaves to the smartphone — The horrors of hyperconnectivity—and how to restore a degree of freedom” (algo como “Escravos do smartphone — Os horrores da hiperconectividade — e como restaurar uma certa liberdade”). Foi publicado na The Economist e serve para muitos de nós. Segundo o autor, há não muito tempo somente os médicos ficavam disponíveis o dia todo. Hoje em dia, todo mundo fica. “Chefes não ligam quando invadem o tempo livre dos seus empregados. O trabalho invade a casa muito mais do que as tarefas domésticas invadem o escritório. Pessoas que outrora eram sãs checam obsessivamente seus smartphones, mesmo durante os drinques antes do jantar, e mandam emails logo cedo — e antes de dormir”. Dica do jornalista Ricardo Lombardi em seu blog Desculpe a Poeira no jornal O Estado de S.Paulo.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone